Mossoró deve registrar mais de 1500 novos casos de câncer em 2020

Maus hábitos contribuem para o aumento de números da doença

Neste dia 08 de abril é lembrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer. A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que organizações de todo o mundo se reúnam em prol da prevenção e diagnóstico precoce dos vários tipos de câncer, além de dar força aos pacientes que lutam contra esta doença.

De acordo do dados do Setor de Registro Hospitalar de Câncer (RHC) da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), no ano de 2018, as Unidades Hospitalares da LMECC trataram cerca de 1500 novos casos de câncer. O tipo da neoplasia mais frequente em homens e mulheres é o câncer de pele, seguido de perto pelo câncer de próstata, em homens, e de mama, em mulheres. Já nas crianças, o tipo de câncer mais frequente é a leucemia.

“Esses números são uma estimativa que temos em nosso banco de dados, considerando apenas a Liga. Assim, é possível prever que para este ano de 2020 os novos casos em nossa cidade ultrapassem os 1500, visto que também possuímos outros hospitais que tratam a doença”, destaca Karla Figueiroa, Coordenadora do RHC da LMECC.

O novo estudo do Instituto Nacional de Câncer (INCA) lançado no último mês de fevereiro apontou que, para o Brasil, a estimativa para cada ano do triênio 2020-2022, é de que ocorrerão 625 mil casos novos de câncer (450 mil, excluindo os casos de câncer de pele não melanoma). O câncer de pele não melanoma será o mais incidente (177 mil), seguido pelos cânceres de mama e próstata (66 mil cada), cólon e reto (41 mil), pulmão (30 mil) e estômago (21 mil).

“Nos últimos anos a incidência do câncer tem aumentado, porém a mortalidade vem reduzindo relativamente. O aumento dos casos diagnosticados pode ser explicado pelos maus hábitos da vida moderna e também pelas campanhas de rastreamento com maior diagnóstico”, explica o Médico Radioterapeuta da LMECC, Geison Freire.

A doença está intimamente ligada aos maus hábitos. Assim, recomenda-se a busca por um melhor estilo de vida. A prática de exercícios físicos, não uso de cigarro e ingestão de bebidas alcoólicas podem diminuir as chances de se ter a doença. “A mudança de hábitos de vida, restringindo o consumo de carnes vermelhas, bebidas alcoólicas e tabaco, além da prática de atividade física regular podem contribuir na prevenção do câncer”, acrescenta o Médico.

Se tratado em fases iniciais as chances de cura do câncer podem chegar a mais de 90%. Portanto, este dia de alerta tem fundamental importância no esclarecimento e encorajamento das pessoas. “Nesse Dia Mundial de Combate ao Câncer, o mais importante é enfrentar o diagnóstico e tratamento com coragem para superar e não ter medo, pois avanços científicos permitiram um grande aumento nos índices de cura”, conclui o Médico da LMECC.

Tratamento oncológico em Mossoró

Em Mossoró, a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), é referência quando se fala em tratamento oncológico. Com duas Unidades Hospitalares, a Liga é representada pelo Hospital da Solidariedade (Unidade I) e o Hospital da Liga Mossoroense (Unidade II).

 

O Hospital da Solidariedade é especializado em radioterapia e se destaca pelo atendimento multidisciplinar que conta com psicólogo, fisioterapeuta, assistente social, dentista, fonoaudiólogo, entre outros profissionais da saúde.

Já o Hospital da Liga Mossoroense é especializado no tratamento de pacientes oncológicos, oferecendo os serviços de quimioterapia, pronto-socorro para as intercorrências do tratamento, unidade de terapia intensiva (UTI), realização de exames e cirurgias. Atualmente a LMECC atende pacientes de Mossoró e cerca de 64 municípios da região, com um fluxo diário de mais de 200 pacientes, somando-se as duas Unidades.

Visitante nº